Como sua relação com o exercício físico interfere na sua qualidade de vida?


Essa semana foi comemorado o Dia do Mundial da Atividade Física, no dia 6 de abril. O recomendado é que adultos realizem 150 minutos de exercício moderado ou 75 minutos de atividades mais vigorosas por semana. E a pergunta que não quer calar: você tem cumprido essa recomendação? A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que 40,3% das pessoas do Brasil, com mais de 18 anos, são consideradas insuficientemente ativas.


Ela é importante para tantos aspectos da vida, sobretudo a saúde física, claro. Mas o fato é que manter o corpo ativo ajuda demais na qualidade de vida. O exercício é responsável por diminuir a ansiedade, melhorar o sono, reduzir o estresse e as chances de desenvolver depressão.


O papel dos clubes nessa busca de qualidade de vida

Sabemos de todos esses benefícios e o papel da atividade física para alcançar a qualidade de vida. E os clubes aparecem como um grande ponto de apoio para conquistar esse lugar tão confortável para a saúde em todos os âmbitos.


Após a retomada a esses espaços, com a pandemia mais amenizada, muitas pessoas perceberam o quão convidativo os clubes são para a prática de exercício físico. Por lá, sempre vão encontrar outras pessoas e profissionais que incentivem a prática. A variedade de atividades disponíveis também chama a atenção.


Tem de tudo um pouco: desde quem gosta mais de musculação e exercícios mais tradicionais, a aulas dinâmicas e divertidas, sempre com profissionais supervisando e apoiando as pessoas. Aqui no TCP não é diferente. Estamos de portas abertas para te oferecer o que precisar para melhorar sua qualidade de vida por meio da atividade física. Bora?

18 visualizações0 comentário
onda-site.png