Família virtual: o que fazer quando a tecnologia dominou a relação familiar?


Muito escutamos sobre se colocar no lugar do outro. A frase pode parecer simples, mas colocar em prática, certamente, é um desafio da atual geração. Hoje em dia, muitos familiares convivem por meio de uma tela de celular. O resultado? Relacionamentos distantes e pessoas sem a sensibilidade de se colocar no lugar do outro, já que falta toque físico, empatia e acolhimento.

Para que sua família não faça parte dessa sociedade virtual, é preciso estar atento aos sinais que o outro dá e ficar cada vez mais próximo. Quem é pai ou mãe pode já ter escutado uma frase difícil de engolir: “Ah, desliga o celular e vem brincar comigo”. Eles, por sua vez, certamente já falaram com seus filhos: “Desliga esse aparelho e vem comer na mesa”. Alertas como esses fazem a gente pensar no quanto estamos dedicando nosso tempo às pessoas que realmente gostamos.

Uma maneira simples de resolver parte desse problema é reunir seus familiares para atividades juntos. Ir ao clube pode ser uma boa pedida, já que nesses espaços há locais de convivência que tornam um dia em família divertido e até mesmo surpreendente.

Aqui no TCP, por exemplo, encontramos diversas famílias se divertindo nas piscinas juntos ou até mesmo fazendo atividades em conjunto. Nesse momento, o celular é deixado de lado e o convívio entre eles se torna mais humano, mais próximo.

E, você, já parou para pensar no quanto está próximo de pessoas que ama e no tempo dedicado a elas? Faça esse exercício e, junto com seus familiares, encontre períodos para curtirem juntos, aumentando mais a conexão entre vocês.

34 visualizações